Mãe enfrenta médicos para salvar o filho, mas gera polêmica com o pedido que faz. Você concorda? – CONFIRA

Imagine a seguinte situação: alguém que você ama muito sofre um grave acidente e é declarado com morte encefálica, ou seja, perda total e irreversível das funções cerebrais. E para essa pessoa continuar vivendo, tudo depende de aparelhos que possam manter seu organismo funcionando.Se você tivesse a decisão em mãos, sabendo que a vida desta pessoa nunca mais será a mesma, você desligaria ou não estes aparelhos? No Rio de Janeiro, Renan Grimaldi, um jovem de 18 anos, está sob tal situação. Ele teve declarada morte cerebral pelos médicos, após sofrer um acidente de carro.O protocolo médico determina que os aparelhos sejam desligados, mas seus pais, Vanessa e Rodrigo, seguem lutando incansavelmente pela vida do filho. O adolescente está internado no Hospital Getúlio Vargas, na Penha. Lá, amigos e familiares do garoto se mobilizaram por sua vida e comoveram os médicos, que pelo menos por enquanto, não foram adiante com o procedimento normativo.

large_61853474_ri-rio-de-janeiro-rj-29-09-2016-renan-grimaldi-jovem-de-18-anos-sof

O desespero da mãe é de partir o coração. De joelhos e chorando copiosamente, ela implora que a vida de Renan seja poupada. Emocionada, ela ressalta que outros órgãos do menino ainda funcionam, enquanto seu coração ainda bate.Vanessa se mostra firme no desejo de salvar o filho. Evangélica, agradece muito a Deus pelo hospital ter suspendido a medida que determinaria o desligamento dos aparelhos que mantem o jovem vivo. Ela e o marido acreditam firmemente que o quadro do adolescente possa se alterar.Renan sempre foi um garoto alegre e de bem com a vida. No colégio onde estudava, era conhecido pelo alto astral. Tinha uma namorada e sonhava trabalhar na Polícia Civil

large_renan_grimaldi3

Em nota, o hospital diz que “assim como a direção do hospital, a Secretaria estadual de Saúde respeita e lamenta a dor da família”.Infelizmente, o quadro clínico de Renan, mesmo com toda a esperança dos pais, não é reversível. A morte encefálica é definitiva, e sem aparelhos, ele não poderá sobreviver.A decisão de deixá-lo viver ou não é polêmica. O assunto é delicado. E ninguém melhor do que sua família para determinar seu caminho.Você saberia o que fazer?

 

7 Comentários para: “Mãe enfrenta médicos para salvar o filho, mas gera polêmica com o pedido que faz. Você concorda? – CONFIRA

  1. DEUS é o medico dos medicos e se ele quiser ele devolve a vida desse adolescente. E os medicos terremos vao ficar a vet navios .

  2. Verdadeiramente o seu Milagre se faz onipresente pois e vivo seus pais estao certos e ja tem Vitoria

  3. Deixa o aparelho ligado e converse com ele durante 12 minutos todos dias, assuntos da vida dele; sempre no mesmo horário; finalizando sempre: até amanhã se Deus permitir!

  4. O impossível para o homem é possível para Deus. País, se vocês crerem verdadeiramente nisso, não desanimes e continuem a luta para que os aparelhos não sejam desligados.

  5. Quem decide é o deus todo poderoso que habita no céu e na terra, para ele tudo é possível, se é o tempo dele então que DEUS conforte seus familiares e lhes dê forças pra seguir em frente. Amém!

Deixe uma resposta